Mulher mordida por tubarão quando o tentava soltar de cabo de engodo

A turista que foi mordida por um tubarão na ilha do Pico mantêm-se “internada e estável”, informou o Gabinete de Comunicação do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada. A mesma unidade hospitalar refere igualmente, em resposta enviada ao nosso jornal, que a utente foi admitida no Serviço de Urgência do Hospital “onde foram de imediato prestados os cuidados e tratamentos adequados”.
Esta ocorrência deu-se na ilha do Pico, a 1 de Outubro, quando, avança uma fonte do nosso jornal, a mulher foi mordida por um tubarão, que se encontrava preso num cabo de engodo de uma embarcação marítimo-turística, depois o ter tentado soltar. Estes cabos são utilizados para atrair tubarões com o intuito de estes poderem ser filmados e vistos de perto pelos turistas.
A nossa fonte refere, tendo em conta estes factos, que este não se pode classificar como tendo sido um ataque de tubarão, mas antes “um ataque provocado por ela (a vítima)”.
                                              
LL

 

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker