“Havia pessoas que pagavam para  os filhos não irem para a guerra” Ler mais

“Havia pessoas que pagavam para os filhos não irem para a guerra”

Nasceu nos Fenais da Luz, foi criado no Pico da Pedra e reside há 40 anos em Rabo de Peixe. Tal como muitos outros jovens portugueses na época, embarcou para o Ultramar como uma aventura, mas pronto para o que poderia acontecer. A sua companhia, a Companhia de Caçadores 3412, mais conhecida por “Fantasmas”, esteve mais de 2 anos em Angola. e acabou por construir um monumento na Madureira com os feitos que lá fizeram. Apesar de terem apanhado muitas emboscadas, a sorte esteve praticamente do seu lado. 

Theme picker

Revista Pub açorianissima