Governo põe pescadores da Povoação a descarregar na Ribeira Quente e isola o concelho por mar Ler mais

Governo põe pescadores da Povoação a descarregar na Ribeira Quente e isola o concelho por mar

O Governo dos Açores isolou o concelho da Povoação por mar, impedindo que embarcações com registo em outros portos dos Açores possam descarregar pescado nos portos da Povoação e Ribeira Quente. Determinou ainda que os barcos da Povoação ficam obrigado a descarregar o seu pescado unicamente na Ribeira Quente, impedindo a movimentação de pescadores no porto da vila da Povoação. Entretanto, por decisão da Lotaçor, foi ontem encerrada a lota de Rabo de Peixe e o leilão de pescado na ilha de São Miguel passa a ser feito apenas na lota do porto de Ponta Delgada.
 

Comprado atum rabilo em Vila Franca a um preço cinco vezes superior ao preço médio de venda na lota Ler mais

Comprado atum rabilo em Vila Franca a um preço cinco vezes superior ao preço médio de venda na lota

O empresário Afonso Van Uden, da empresa ‘Fat Tuna’, está a fazer história no sector da pesca, nos Açores.  O empresário tem já contrato com 12 embarcações, a maioria delas a pescar a partir de São Miguel, a bordo das quais é aplicada uma técnica japonesa que valoriza, em larga escala, o pescado. Em algumas situações, o preço pago ao pescador pode ser cinco vezes mais do que o preço de leilão em lota.  Afonso Van Uden adquiriu, a semana passada, mediante um contrato com uma embarcação de Rabo de Peixe, um atum rabilo de cerca de 300 quilos que foi apenas sangrado a bordo e rebocado para o porto de Vila Franca. Pagou 10 euros por quilo do rabilo, o que representa mais de 5 vezes o preço médio do atum adquirido no leilão da lota. A embarcação recebeu três mil euros por aquele atum. Como diz o empresário, o peixe chegou em óptimas condições ao porto. Mas, se tivesse sido aplicada a bordo a técnica japonesa de valorização do pescado, o preço seria, certamente, superior.
 

Theme picker

Revista Pub açorianissima