“É num palco que sei que me entrego e dispo a alma e onde me vou conhecendo” Ler mais

“É num palco que sei que me entrego e dispo a alma e onde me vou conhecendo”

A entrevistada de hoje do Correio dos Açores é um talento açoriano que ultrapassou as fronteiras da ilha. Rita Costa Medeiros em criança sonhou ser cantora e todo o seu percurso veio confirmar a convicção de que a música era o elemento que lhe dava sentido à vida. Diz-nos que não tem muitas palavras que consigam descrever o que foi ganhar o importante concurso The Voice Portugal, pois foi um abanão total na sua vida, tirando-lhe totalmente da sua zona de conforto e foram muitas as emoções sentidas, pois estava em constante estado de adrenalina com tudo o que acontecia e com a velocidade das coisas. Rita Costa Medeiros considera que música tem sido muito mais do que uma paixão, sendo uma verdadeira presença constante e quase obrigatória em todos os momentos da sua vida. Ingressou no Conservatório de Ponta Delgada aos cinco anos de idade, tendo estudado violino e canto. O piano, o ukulele e a guitarra só apareceram alguns anos mais tarde e de uma forma completamente autodidacta. Cantou em coros infanto-juvenis e participou em diversos festivais da canção.

Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada entende que promoção dos Açores “deve ser feita como um todo” e quer saber se houve alteração de estratégia Ler mais

Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada entende que promoção dos Açores “deve ser feita como um todo” e quer saber se houve alteração de estratégia

Em causa estão os mais de 700 mil euros que o Governo vai atribuir à Câmara de Comércio de Angra com vista à promoção das operações aéreas entre Montreal e Nova Iorque com as Lajes. Marcos Couto, Presidente da associação empresarial de Angra do Heroísmo, não entende a polémica em torno desta matéria e classifica estas críticas como sendo uma campanha contra a ilha Terceira”.

 

Theme picker