Sofia Pimentel Arruda – Co-proprietária da Aldeia do Priolo

“Campanha ‘Viver os Açores’ será vantajosa para algumas ilhas, mas não serve para São Miguel”

Há quanto tempo é proprietária da Aldeia do Priolo? Fale-nos um pouco da história deste empreendimento?  
A Aldeia do Priolo começou por uma ideia do meu pai em investir na Pedreira do Nordeste, sítio que nos traz memórias muito felizes desde que me lembro de “ser gente”. Foi neste lugar “mágico”, fora da confusão da cidade, que passei as férias na minha infância, onde tive o privilégio de conhecer a vida do campo e de contemplar os mais maravilhosos nascer do sol. A Aldeia abriu portas em 2016 como resultado de uma sociedade entre pais e filhos, com o objectivo de partilhar com os locais e com quem nos visita este lugar lindo e pacato, entre o mar e a serra.  

Qual a constituição da Aldeia? 
A Aldeia é constituída por 5 casas, dois T0’s, dois T1’s e um T2 e tem capacidade para 20 pessoas.
Na envolvência de cada uma das casas existem espaços verdes e possuímos duas áreas com churrasqueiras. Dispomos também de uma tenda que pode ser reservada para a realização de eventos. 

Durante a paragem devido à Pandemia de Covid-19 quantos trabalhadores estiveram em lay-off? 
Tivemos uma colaboradora que esteve durante um período em lay-off e dois dos sócios, que prestam apoio sempre que necessário. 

Quando reabriram? Durante o tempo de paragem realizaram algum tipo de obras? 
A Aldeia esteve encerrada a hóspedes de Março até ao final de Maio. Aproveitamos os últimos meses para fazer reparações de manutenção e conservação nas 5 casas.  

Falemos um pouco da retoma. Como estão as reservas e os cancelamentos nesta fase? Quais as perspectivas para o futuro próximo? 
Antes da pandemia tínhamos a Aldeia praticamente esgotada para os meses de Junho, Julho, Agosto e Setembro. Durante a Pandemia de Covid-19 tivemos cancelamentos na ordem dos 90%. Actualmente começam a surgir algumas reservas, mas nada comparado com as que foram canceladas. Podemos afirmar que temos reservas na ordem dos 20% da capacidade da Aldeia para os próximos meses. 
No entanto, com a campanha que estamos a levar a cabo e que poderá ser consultada no nosso site (aldeiadopriolo.com), os interessados poderão usufruir de um desconto de 30% em todas as reservas realizadas durante o verão. Estamos na expectativa de que o número de hóspedes na Aldeia do Priolo irá aumentar. 

Das reservas que tem até ao momento, a maioria são oriundas de onde?
Desde Junho até à presente data os nossos hóspedes foram todos locais, entretanto já começaram a aparecer reservas de pessoas oriundas de França, Espanha e do continente. 

Relativamente aos micaelenses, pelo que vai percebendo, há uma maior apetência ou interesse para fazer férias na própria ilha? 
Temos tido muitos contactos e algumas reservas de micaelenses contrariamente aos anos anteriores, o que nos leva a crer que as pessoas estão interessadas em fazer férias “cá dentro”. 

Falemos um pouco da Campanha “Viver os Açores” lançada pelo Governo Regional. Tem existido reservas no âmbito deste programa? 
Até há data não temos reservas no âmbito deste programa, no entanto estamos expectantes. 

Pensa que vai existir adesão por parte dos açorianos? A Campanha tem a abrangência e o alcance desejados? 
Penso que esta campanha vai trazer vantagens para todas as actividades relacionadas com o sector do turismo, mas também penso que será mais vantajosa para as restantes ilhas do que propriamente para São Miguel. Digo isto porque, como um número elevado dos açorianos das outras ilhas já se deslocou pelos mais variados motivos a São Miguel, penso que irão aproveitar para conhecer sítios novos. Julgo que não optarão por esta ilha. 

Existem algumas outras medidas que poderiam ser implementadas? Tem alguma sugestão?
Na minha opinião, poderia também ser feita uma campanha para fomentar as deslocações e estadias dentro das próprias ilhas, na medida em que há residentes que pretendem conhecer melhor a sua ilha ou simplesmente não têm férias ou disponibilidade financeira para irem para fora, e assim teriam possibilidade de passar os fins de semana ou férias “cá dentro”, mas num espaço diferente.           
                                             
Luís Lobão

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima