Alimentos que ajudam a manter a imunidade de toda a família em tempos de isolamento social

Em tempo de isolamento social e em que grande parte das famílias se mantêm em casa, há sempre a necessidade de garantir que as famílias continuam a alimentar-se bem e que aquilo que comem corresponde às necessidades nutricionais de cada um. Além disso, em tempos de gripe e de pandemia é preciso garantir que aquilo que se come também garante alguma imunidade e até hidratação do corpo. 
Neste sentido, o Correio dos Açores compilou algumas informações de especialistas que aconselham os grupos alimentares que deve manter na dieta e que garantem benefícios para a saúde. Os profissionais de saúde aconselham a que se mantenha um estilo de vida saudável, nomeadamente com a prática de exercícios físicos e horas adequadas de sono, mas também que se tenham cuidados redobrados com a alimentação, já que alimentos ricos em vitaminas, minerais e oligoelementos aumentam as defesas naturais do organismo. 
No fundo o que especialistas defendem é que as famílias devem consumir as recomendações diárias de frutas e vegetais, e assim não deverá haver grandes motivos de preocupação já que a alimentação balanceada fornece todos os nutrientes importantes para que o sistema imunológico actue em condições. 
Há também que reduzir o consumo de alimentos gordurosos já que há vários estudos que dão conta que limitar a gordura na dieta ajuda a fortalecer as defesas imunológicas.
Especialistas aconselham assim 12 alimentos que deve manter regularmente na sua dieta. 

Água 
A água, além de ser uma boa maneira de evitar cálculos renais é também uma boa forma de manter o intestino regulado e evitar a prisão de ventre. Uma boa hidratação ajuda a que os alvéolos, dos pulmões, possam fazer uma melhor distribuição do oxigénio, e além disso uma boa humidade nas vias aéreas ajuda a reduzir o risco de infecções. Um corpo hidratado permite que todo o organismo seja bem irrigado ao nível do sangue, sendo que a desidratação torna o sangue viscoso e favorece a queda da pressão arterial.

Laranja
Dizem os especialistas que consumir esta fonte de Vitamina C diariamente é uma das formas mais eficazes de proteger o organismo de infecções e estimular a formação de anti-corpos para combater doenças. Os citrinos em geral são também ricos em anti-oxidantes, fibras, flavonóides, tendo também propriedades anti-inflamatórias.

Cenoura
Como é rica em betacarotenos, antioxidante percursos da Vitamina A, ao ser consumida a cenoura ajuda a reduzir inflamações e aumentar a função imunológica. Outros alimentos semelhantes que também cumprem com esta função são a batata-doce, brócolos, manga, pimentão vermelho e vegetais de folha verde. 

Proteínas
Sejam de fonte animal magras, como o caso da carne de frango ou bovino, ou de origem vegetal, como grão-de-bico, feijão, lentilhas e ervilhas, as proteínas são uma fonte de zinco, um mineral que ajuda a manter as células do sistema imunológico. O zinco estimula a produção de glóbulos brancos e auxilia na regeneração dos tecidos. Para adicionar mais zinco à dieta pode ainda incluir porções de cereais integrais e sementes de girassol e de sésamo.

Brócolos
Rico em Vitamina A, B6, B12 e ácido fólico, um nutriente que tal como o zinco auxilia na formação de glóbulos brancos. Os brócolos também são um grande aliado para a maturação de células imunes ajudando à resistência de infecções. Assim como os brócolos, outras verduras de cor verde, como a couve, a rúcula ou os espinafres, também ajuda às defesas do organismo.

Castanha do Brasil
É uma oleaginosa que reúne selénio e Vitamina E, dois grandes aliados da boa saúde devido às suas propriedades antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres no corpo, protegendo contra várias doenças infecciosas. Outras castanhas e frutos secos, como a castanha portuguesa, o caju, amêndoas, avelãs, amendoins, nozes e óleos vegetais reúnem as mesmas qualidades. O grupo de oleaginosas em geral oferece benefícios principalmente para os idosos, pois são alimentos que combatem a diminuição da actividade imunológica decorrente do envelhecimento.

Banana
Fonte de fibras, Vitamina A e C, minerais e potássio, a banana é indispensável em qualquer dieta, principalmente para quem enfrenta alguma doença respiratória. Isto porque a banana contribui para a manutenção dos níveis de potássio que, por sua vez, ajudam ao funcionamento dos brônquios e também melhora a força muscular. 

Salmão
É reconhecido como uma importante fonte de ómega 3, que é um tipo de ácido gordo altamente benéfico para a saúde, principalmente para ajudar as artérias a permanecerem longe de inflamações, ajudando à imunidade do organismo. Além do salmão, também o camarão, as nozes, sementes de linhaça e de chia, e peixes como a sardinha, arenque e atum, oferecem quantidades consideráveis de ómega 3.

Tomate
Além de ajudar a combater doenças cardiovasculares, o licopeno presente no tomate é um forte aliado no combate aos radicais livres responsáveis pelo envelhecimento das células e que também deixam o corpo mais propício a desenvolver doenças. 

Gengibre
É rico em Vitamina C e B6 e possui propriedades bactericidas que, além de ajudar a tratar inflamações da garganta, auxiliam na defesa do organismo. Por ter um sabor intenso, esta raiz é usada para temperar pratos mais exóticos. O gengibre pode também ser usado em bolos e biscoitos, sendo usado puro ou misturado com frutas em chá e sumos naturais. 

Iogurte natural
Por conter lactobacilos com propriedades probióticas, é um alimento que melhora a flora intestinal que, por conseguinte, fortalece o sistema imunitário. O consumo regular ajuda o intestino a funcionar de forma mais saudável e a absorver melhor micro-nutrientes como as vitaminas. Outros exemplos de alimentos probióticos são o chucrute, kombucha, kefir e pepinos em conserva. 

Alho
Por ser rico em vitaminas A, C e E, selénio, zinco e outros nutrientes importantes, o alho ajuda a reforçar o sistema imunológico como um todo e é um grande aliado para evitar gripes e resfriados, além de ajudar a reduzir o muco nos pulmões, sendo eficaz contra a tosse persistente e a bronquite. A acção do alho intensifica-se quando usado juntamente com a cebola, que possui quercetina uma substância antioxidante que potencia a imunidade e ajuda a prevenir doenças virais e alérgicas. 

 Carla Dias (com textos de apoio)
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima