D. João Lavrador desafia os açorianos a viver “este momento dramático com muita esperança”

Em tempo quaresmal, o bispo D. João Lavrador presidiu à Eucaristia na Sé de Angra, difundida pela VITEC Azores, um canal de televisão por cabo, e desafiou os diocesanos a aproveitarem este tempo da Quaresma, vivido “de forma tão anómala e com tantas privações, até da Eucaristia” para se renovarem.
“É o tempo da família, da interioridade em que nos devemos pensar a nós e ao mundo; é o tempo de renovarmos as relações entre nós, para que quando nos for devolvida a possibilidade da convivência humana, sensível e social, já estejamos renovados por uma experiência interior nova. Por isso, acho que algo de novo e de útil poderemos tirar desta experiência dramática” disse o prelado na homilia da missa concelebrada pelos sacerdotes da catedral insular.
A partir do Evangelho, que relata o encontro de Jesus com um cego de nascença, o prelado diocesano desafiou os cristãos a pedirem o “dom da fé” para que em todo os momentos sejam capazes de discernir e dar a Deus o verdadeiro lugar de Luz do mundo.
“A palavra convoca-nos a optar pela luz e não pelas trevas. Mas também nos convoca à capacidade de discernirmos, para nos colocarmos perante a sociedade e o mundo e sermos capazes de ler os sinais dos tempos” disse D. João Lavrador.
“Vivemos uma pandemia, algo de maléfico, muitas pessoas infectadas, muita perplexidade mas para um cristão devem ser momentos em que nos apresentemos como a luz de Deus no mundo, isto é, sabermos o que somos como pessoas, como somos uns para os outros e como somos como comunidades”.
“Temos de enfrentar este momento dramático com muita esperança, aquela que nos é dada pelo Deus amor que é a luz do mundo” por oposição às trevas com que nos confrontamos.
“Há para aí tanta proposta de novidade que não é mais do que ir ao passado, buscar coisas das trevas, e que não são mais do que realidades que escravizam o ser humano” afirmou D. João Lavrador salientando a necessidade de “estarmos alerta”.
“Não demos espaço a fariseus e a zelosos da lei, que se fecham nos seus preconceitos e não se abrem nem abrirão à esperança e, por isso, nunca irão permitir que Jesus entre nas suas vidas; que a verdade, a justiça e a luz entrem nas suas vidas”.
Além da Sé inúmeras outras paróquias, um pouco por todas as ilhas, apresenta(ra)m a palavra de Deus através da internet seja transmitindo pelo facebook as Eucaristias, que os seus párocos celebraram de forma privada, seja através da partilha de meditações ou reflexões sobre o Evangelho. No Domingo o Papa desafiou os cristãos para fazerem uma rede mundial de oração, esta quarta feira, solenidade da Anunciação do Senhor, e ao meio dia rezarem em conjunto.
Para acompanhar o que se passa nas várias paróquias açorianas fica o link:  Igreja nos Açores online.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima