Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande recorda os utentes falecidos

 A Misericórdia da Ribeira Grande juntou, ontem, Quinta-feira dia 7, os familiares dos utentes daquela Instituição, falecidos no último ano, para celebrarem uma missa de sufrágio pelas suas almas, ao mesmo tempo homenageando-os num ato do culto católico de celebração eucarística.
Compareceram muitas das famílias que quiseram recordar os seus entes queridos e, conjuntamente com os idosos do Centro de Dia e do Centro de Convívio participaram na eucaristia mensal presidida pelo Capelão daquela Santa Casa, o padre Manuel Galvão.

Cada familiar acendeu uma vela...

No início da celebração, um familiar de cada utente falecido foi chamado e convidado a acender uma vela e coloca-la sobre o altar, como sinal de Cristo ressuscitado, a luz do mundo, no caminho de fé e da esperança.
Tratou-se de um momento de grande emoção, em que foram lembrados os familiares que já partiram durante este ano e cuja memória está bem fresca junto daqueles que cá ficaram e quiseram participar naquele cerimónia religiosa, misturada de lágrimas de dor e de saudade, com outras de conforto e convicção religiosa.
Segundo o padre  Manuel Galvão, celebrar uma missa em sufrágio de alguém, a Igreja desde os primeiros tempos do Cristianismo, venera com grande piedade a memória dos defuntos e oferece sufrágios por eles, cujo sacrifício eucarístico é o memorial da Páscoa de Cristo, elevando orações e sufrágios por eles, para que, pela comunhão de todos os membros de Cristo, todos aproveitem os frutos da liturgia, ou seja auxílio espiritual para os defuntos e consolação e esperança para os que choram a sua morte.

Vela foi leva para casa em sinal de esperança na eternidade

No final da eucarística, solenizada pelo Coral da Misericórdia, foi entregue a respectiva vela aos familiares para que levassem para casa o sinal da esperança na eternidade e que ela seja cuidada, na certeza de que a luz de Cristo não se extinga, pois é a confiança de que a misericórdia divina acolheu os seus defuntos num ato amoroso. Seguiu-se um almoço, confeccionado pelas funcionárias da Santa Casa, que se esmeraram na preparação de uma refeição com uma ementa antiga, muito ao gosto de todos os idosos e das famílias presentes.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima