“Cozido das Furnas” é o novo restaurante que aposta na gastronomia regional e na familiaridade com os clientes

Abriu esta semana o novo restaurante “Cozido das Furnas”, na residencial Vista do Vale, na freguesia onde se cozinha o típico cozido. Além do cozido nas Caldeiras o novo restaurante aposta na gastronomia regional e nos pratos típicos que vão desde o feijão assado à moda antiga, carne guisada, chicharros fritos com farinha de milho amarela e com molho de vilão, polvo à regional e torresmos de caçoila. Além do serviço de buffet à hora de almoço, o espaço funciona também com serviço à carta e menus para criança e vegetarianos. 
O novo restaurante “Cozido das Furnas” é mais uma aposta da dupla de empresários André Pacheco e Rui Inácio, gerentes do restaurante “Poço Azul”, no Nordeste, que alargam agora os seus horizontes geográficos com mais esta aposta na restauração. 
No entanto, André Pacheco garante que a qualidade do serviço e a familiaridade com o cliente vão continuar a ser a imagem de marca. “Além da comida caseira, queremos transformar o nosso restaurante na casa dos nossos clientes quando estão fora der sua casa. Tratamos todos os nossos clientes como se estivessem em sua casa, como tratamos os nossos convidados em nossa casa. Trabalhamos consoante as necessidades do cliente e queremos que quem nos visita venha fazer a sua refeição e se sinta confortável ao ponto de pensar que está a comer como se fosse em casa”, afirma o empresário André Pacheco.
A comida caseira e tradicional, que também é a aposta no restaurante “Poço Azul”, baseia-se “num exaustivo trabalho de pesquisa, para sabermos como os nossos antepassados cozinhavam ou simplesmente temperavam as carnes. Usei muito a “mão” da minha avó, porque quando era pequeno andava sempre na cozinha dela”, recorda André Pacheco.
O facto de ser uma “equipa pequena”, de 9 elementos, “fazemos as coisas com muito amor e tratamos e atendemos todos da mesma forma”, refere o empresário. Elementos que são na sua maioria naturais do Nordeste mas também de outras freguesias, “com outros costumes e com outros temperos”, e que ajudam a tornar a comida ainda mais típica. André Pacheco ressalva que os colaboradores são pessoas que estavam desempregadas e sem estarem a receber qualquer tipo de apoio e que “agora já têm o seu salário digno”. No fundo são “nove famílias que conseguimos, enquanto equipa, também tirar do desemprego”, explica.

O turismo e a época baixa
Questionado sobre o facto de abrir o novo espaço na época baixa do turismo, quando há alguma incerteza quanto ao futuro do sector, André Pacheco ressalva que “o turismo veio-nos ajudar bastante mas se calhar os empresários esqueceram-se dos locais”. Nesse sentido, explica que “nós trabalhamos para as pessoas. Com as pessoas e para as pessoas. Não abrimos só para o turismo, abrimos para todos e principalmente para os locais que procuram a nossa comida típica”.
Tanto no “Poço Azul” como agora no “Cozido das Furnas” os locais têm sido uma presença frequente, apesar da nova aposta ainda ser recente mas “já temos bastantes reservas até para o fim-de-semana”. André Pacheco salienta que “não nos podemos esquecer que os locais também saem e precisam de toda a atenção por parte dos empresários. Os locais valem tanto como os turistas”, reforça o empresário. 
“Valorizamos muito as nossas raízes, as nossas gentes e ao abrir este novo estabelecimento praticamente no final do ano reforça a nossa aposta nos locais”, avança André Pacheco que acrescenta que o segredo “é termos uma equipa pequena mas que todos os dias faz as coisas com amor, a pensar que são famílias, pessoas amigas ou desconhecidos que vêem ter connosco mas que são todos atendidos da mesma forma”. 
Um espaço agradável, com vista sobre o vale das Furnas, com aposta nos sabores tradicionais e num ambiente familiar é o que pretende ser o “Cozido das Furnas”, na Residencial Vista do Vale. Um novo espaço que os empresários André Pacheco e Rui Inácio querem que seja “a casa” dos clientes quando estão fora de casa. Tudo para agradar não só aos turistas mas também, e principalmente, aos locais.                                  

Print
Autor: Carla Dias

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima