Médico Adelino Dinis dá nome ao jardim das antigas Termas das Furnas

O conhecido jardim das antigas Termas das Furnas tem agora a toponímia Jardim Dr. Adelino Dinis Costa Dias, ilustre médico falecido a 21 de Junho de 2017, vitima de acidente vascular cerebral, natural da Vila de Avô, concelho de Oliveira do Hospital, que escolheu as Furnas e o município da Povoação para residir, logo que terminou a sua formação académica.
Na sentida homenagem, realizada pela Câmara da Povoação, a 21 de Junho, dia em que se assinalou 2 anos após a sua morte, e que coincidiu com o dia do gozo do feriado municipal, estiveram presentes a família, amigos e entidades concelhias e regionais.
Na cerimónia do descerramento da placa toponímica, o Presidente da Câmara, Pedro Melo destacou a vida profissional, o empenho à causa pública, e algumas lutas que fizeram de Adelino Dinis um vulto na história do município da Povoação.
 “Foi uma decisão bem pensada e o local muito bem escolhido, pois as antigas termas eram a menina dos olhos do nosso Dr. Adelino. Hoje perpetuamos o seu nome, com esta merecida homenagem, neste lugar que muito lhe era querido”, explicou Pedro Melo.
Também o colega de profissão e amigo pessoal Manuel Campos, teceu algumas considerações sobre o homenageado, palavras subscritas pelo outro colega e amigo Carlos Maia Teixeira, que actualmente se encontra a desempenhar funções de médico no Corvo, onde estava a exercer Adelino Dinis quando aconteceu a fatalidade. “Adelino Dias outorgou a excelência de saber ouvir, de cuidar de ver molhando os olhos com as dores alheias, o sentir e disso falar para sermos mais humanos e capazes de criar humanidades”, referiu.
“Quando quase sem ter nada dos meios auxiliares de diagnóstico e afins, tinha tudo em si que dá bom crescer e melhor viver aos seus doentes. Tinha muito de resistência, uma bravura sem fim, uma força interior sem limites e uma estrutura moral sem igual. Acrescentava a tudo isto uma dimensão intemporal: Um pouco de moral, um pouco de abnegação, um pouco de lágrimas, de sangue e de sal, muito de fibra e têmpera sem igual e assim temperou o seu brilhante existir. As Furnas e a Povoação honram-se ao lembrar tamanho existir. Está na nossa natureza os deveres da amizade e os exemplos de vida no cumprir do existir. Amamos as virtudes, estimamos as boas práticas e ficamos agradecidos aos que nos tratam com distinção e louvor. Assim nos ensinou Adelino Dias: Uma amizade como se fosse uma coisa santa e que só pode existir entre pessoas de bem e de estima mútua.
O que dá a um irmão a certeza de contar com o seu irmão é o conhecimento que tem da sua integridade, do seu bom e exemplar feitio e do cumprir rigoroso do seu ofício e da sua palavra. Obrigado, mano Adelino, por teres dado tanta luz ao nosso existir”, palavras de Manuel Campos e Carlos Maia Teixeira, dois grandes amigos do médico falecido.
Recorde-se que foi com o mérito próprio que o Executivo camarário tinha decidido atribuir ao médico Adelino Dinis Costa Dias o Título de Cidadão Honorário, a 3 de Julho de 2017, Dia do Aniversário do Concelho, mas quis o destino que este partisse cedo de mais. Foi-lhe, assim, atribuído a distinção já a título póstumo, na mesma data prevista. 
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

x
Revista Pub açorianissima