51.ª edição do São João da Vila contará com 12 marchas e 900 participantes

Amanhã, Domingo, pelas 21h00, dar-se-á início à 51.ª edição das Marchas de São João da Vila, que contarão este ano com 12 marchas que irão fazer desfilar cerca de 900 participantes e respectivas bandas filarmónicas, reunindo mais de mil participantes no evento.
Apesar de existirem menos duas marchas quando em comparação com o ano anterior, aquando da comemoração do 50.º aniversário desta festividade que enche Vila Franca do Campo com música, luz e cor, Ricardo Rodrigues, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, salienta que “tudo se mantém como era de esperar”.
Isto significa que amanhã, pelas 21h00, a primeira marcha, neste caso a Marcha das Escolinhas da Vila, deverá sair da Rotunda dos Frades em direcção à Rua Teófilo Braga e terminando na Rua Bento Góis, seguindo a vez à Marcha de Água d’Alto e terminando com a apresentação da Marcha da Banda Lealdade, aquela que irá encerrar a primeira ronda de desfiles.
Depois da alvorada, que ocorrerá às seis da manhã na torre da Câmara Municipal, o feriado municipal de Vila Franca do Campo será celebrado, como é habitual, com um novo desfile de todas as marchas, “desta vez junto à Rotunda dos Frades, ou seja, na Avenida dos Emigrantes na entrada de Vila Franca do Campo, onde desfilarão novamente as 12 marchas”, salienta o Presidente da Câmara.
Estas são, de acordo com o autarca, “festas prolongadas”, tendo em conta o seu início a 1 de Junho, “que fazem parte da tradição e da maneira de ser” do povo de Vila Franca do Campo, onde sempre “foi cultivado este espírito festivo que muito identifica o concelho”.
Para além das cadeiras que começam a aparecer junto aos passeios de forma a garantir o lugar na primeira fila de famílias inteiras ano após ano, é também tradição no concelho de Vila Franca a decoração das varandas das moradias, algo que, no entanto, foi muito mais frequente no ano passado com o devido incentivo da autarquia.
No que diz respeito ao turismo, Ricardo Rodrigues salienta que embora este seja uma “alavanca fundamental para os vários concelhos dos Açores, não acredito que seja propriamente o São João a trazer turistas para a festa Vila Franca do Campo nestes dias, porém é natural que estando muitos turistas de passagem pelo concelho e pela ilha, vendo o que se passa no calendário da ilha de São Miguel, possam perceber que há aqui uma festa diferente e que apareçam”.
Quanto à economia local, acrescenta que embora “faça parte da nossa tradição e da forma de estarmos em sociedade, as economias locais sempre têm a vantagem de poderem ter um retorno efectivo a todos os comerciantes”, e que “embora não se realizem as festas exclusivamente com esse objectivo, é evidente que são um importante dinamizador da economia local”.
                                            

Print

Categorias: Regional

Tags:

x
Revista Pub açorianissima