Joalheiro açoriano apresenta peça exclusiva para o Museu de Arte

Romeu Bettencourt apresentou uma peça exclusiva para o MAAT-Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia. De acordo com informação disponibilizaçda pelo jovem açoriano, as linhas contemporâneas do premiado edifício servem de matéria-prima às propostas de nove designers nacionais, que representam o novo movimento criativo da joalharia portuguesa.
 Romeu Bettencourt, foi um dos nove autores de joalharia portuguesa seleccionados, para criarem uma peça exclusiva inspirada na arquitectura do MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, em Lisboa. A iniciativa “Portuguese Jewellery X MAAT Special Edition” resulta de uma parceria entre a AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal e o museu e foi apresentada na passada Terça-feira.
  A colecção representa a visão de cada um dos nove criadores sobre o premiado edifício do MAAT, um projeto da arquitecta britânica Amanda Levete, que foi já distinguido a nível internacional por prémios como Best Museum Architecture of the Year e o Best of Best Iconic Awards 2017. A fluidez das linhas arquitetónicas, a textura e o reflexo da luz e do rio nos mosaicos ou a subtil integração na paisagem foram algumas das bases de inspiração para as criações.
Para a Fundação EDP, a associação a um projecto que envolve artistas e criadores, e que cruza disciplinas como o design e a arquitectura, vai ao encontro da sua ampla actuação enquanto entidade que estimula e divulga o talento nacional. 
Romeu Bettencourt, apresentou o colar “PEARL OF MAAT”, retratando a ligação entre a imponência da arquitectura do museu, a tecnologia e a arte. As suas linhas, dão a ideia de ilusão óptica, definindo o movimento do Tejo.
Romeu Bettencourt nasceu em São Miguel. A sua paixão pelas dinâmicas e mecânicas aeroespaciais quase o levaram a enveredar pelas leis da engenharia, mas deixou-se antes enredar pela liberdade da criação. E é nesse paradoxo que se constroem as suas peças. Partindo de experiências e modelações plásticas, desenha jóias de elegância subtil. 
 Depois de ter sido seleccionado a apresentar o seu trabalho, em 2016, no Museu de Serralves, no Porto, foi também seleccionado a apresentar o seu trabalho em Lisboa.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

x
Revista Pub açorianissima