Festival Lagoa Bom Porto abriga e anima todos no Porto dos Carneiros

Pescadores obrigados ir para o Grupo Central porque a pesca ao largo da costa de São Miguel é menos rentável

O Festival Lagoa Bom Porto, festa em honra de São Pedro Gonçalves Telmo, que arranca esta quinta-feira, pelas 17 horas, no Porto dos Carneiros, na cidade da Lagoa, tem a particularidade de contar com uma enorme envolvência por parte dos profissionais da pesca da Associação de Pescadores da Lagoa Bom Porto.
De resto, como nos contou o armador Paulo Martins, de 33 anos de idade, “parte do lucro dos pescadores e da própria contabilidade dos armadores são descontados durante o ano para a realização deste festival”, que decorre durante os próximos quatro dias.
O Festival é organizado pela Associação de Pescadores da Lagoa Bom Porto e pela Câmara Municipal da Lagoa.
O Festival “envolve muita gente e vai animar a zona do Porto dos Carneiros”, à semelhança do que tem acontecido nos últimos dois anos, onde a presença de turistas não tem passado despercebido. “Temos vindo a notar isso, também porque temos aqui muitos restaurantes nas imediações”, ressalvou.
Por estes dias, o nosso interlocutor releva que “a pescaria tem sido boa, com a apanha de muitas lulas”.
Paulo Martins diz ainda que cada vez mais as pessoas estão a apreciar os peixes, que no passado eram considerados de menor qualidade, como é o caso da raia, que era vendido a cêntimos o quilo, mas que hoje em dia já se vendem a dois ou três Euros o quilo.

“Queremos sempre fazer mais e melhor”

Por seu turno, Antero Arruda, membro do Conselho Fiscal da Associação de Pescadores da Lagoa Bom Porto destaca que “para se poder descontar o suficiente para este festival, cada embarcação tem de trabalhar várias horas por dia e é este esforço que tem de ser realçado, mas também é preciso que as condições do mar sejam favoráveis”.
“Queremos sempre fazer mais e melhor, todos os anos, mas a verdade é que a pesca não está muito rendável, como gostaríamos”, acrescentou.
Antero Arruda, de 42 anos de idade, também confere, que nesta altura do ano tem-se pescado muita Lula, mas particularmente “e como trabalha numa embarcação de pesca de palangre (linhas e anzóis), a pesca tem sido mais rentável nas ilhas do Grupo Central do Arquipélago, porque a costa da ilha de São Miguel está cada vez menos sustentável”. Boca Negra, Goraz, Congro, Peixão ou Raia, são algumas das espécies que são apanhadas.
Antero Arruda realça, do mesmo modo, o Festival de Caldeiradas de Peixe, no sábado, onde variadas caldeiradas estarão representadas por associações de pescadores de várias ilhas açorianas, a partir das 20h30, onde a noite será animada ainda com uma excelente sardinhada.
Os pescadores da zona do Porto dos Carneiros continuam a ambicionar a construção de um novo porto de pescas, uma velha promessa que tarde em tornar-se realidade, já que muitas embarcações vêem-se obrigadas terem de atracar em Ponta Delgada ou em Vila Franca do Campo.
Acresce referir, que a Associação de Pescadores da Lagoa Bom Porto, cujo Presidente é Emanuel Cordeiro, é uma associação sem fins lucrativos, com o objectivo de estabelecer relações e promover a cooperação entre as mais diversas entidades locais, regionais ou outras ligadas ao mar.

 

Print

Categorias: Regional

Tags:

x
Revista Pub açorianissima